Prêmios

Em 2014, assim como em anos anteriores, SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco esteve presente, direta ou indiretamente, em alguns dos mais importantes prêmios do teatro brasileiro, como o Shell e o APCA.

No 26º Prêmio Shell de Teatro, cuja cerimônia foi realizada em março, teve representantes entre os vencedores: Kiko Marques, que é artista residente na Escola, levou o troféu de Melhor Autor por "Cais ou da indiferença das embarcações"; e Os Satyros, grupo fundado por Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez, respectivamente diretor executivo e coordenador do curso de Direção, ganharam na categoria Inovação, "pela projeção, permanência e abrangência do evento 'Satyrianas' na condição de fenômeno histórico-artístico e social". Gustavo Ferreira, produtor da Instituição, é o coordenador geral do evento, que também conta com parceria da Escola.

Outro nome que a Instituição pode se orgulhar de ver entre os vencedores é o do espetáculo "Nossa cidade", dirigido por Antunes Filho, que levou o prêmio de Melhor Direção. A Escola "emprestou", por assim dizer, três membros que integram a montagem: Raul Teixeira, coordenador do curso de Sonoplastia e velho conhecido de Antunes, responsável pela trilha sonora; Lenon Almeida, aprendiz de Sonoplastia, como assistente e operador de som; e Fagundes Emanuel, que cursou alguns módulos do curso de Humor e compõe o elenco da peça.

No resultado do Prêmio APCA 2014, também não faltaram motivos para comemorar. Isso porque a Escola esteve presente em duas categorias da 59ª edição do prêmio, sendo uma delas a celebrada Melhor Espetáculo: Ao lado de "O homem de la Mancha", "Pessoas perfeitas", da Companhia de Teatro Os Satyros, ficou com o troféu. A peça tem texto de Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez.

A outra categoria que premiou um artista da Escola é Melhor Autor/Dramaturgo. Newton Moreno e Alessandro Toller foram reconhecidos pela peça "O grande circo místico". Toller é formador do curso de Dramaturgia da Escola, que é coordenado por Marici Salomão.

Até no aclamado Prêmio Jabuti a Escola marcou presença: J.C. Serroni, coordenador dos cursos de Cenografia e Figurino e Técnicas de Palco, venceu o Prêmio Jabuti 2014 na categoria "Artes e Fotografia", pelo livro "Cenografia brasileira: notas de um cenógrafo" (Editora Sesc), lançado em novembro de 2013. A apuração definitiva foi realizada e divulgada pela Câmara Brasileira do Livro (CBL) em outubro.

Hugo Possolo, que é o atual coordenador do curso de Atuação da Escola, foi contemplado pela categoria Vida e Obra na área de Artes Circenses do Prêmio Fundação Bunge. Em sua 59ª edição, o prêmio teve como proposta incentivar o conhecimento nas áreas "Produtividade Agrícola Sustentável" e "Artes Circenses".

E agora, já no finalzinho do ano, a Instituição foi brindada com mais duas ótimas notícias: a SP Escola de Teatro também está na lista dos finalistas do Prêmio Aplauso Brasil, concorrendo na categoria Destaque, "por oferecer extensa gama de formação nas artes do palco"; e do Melhores do Teatro R7, prêmio que a Escola venceu em 2012 e 2013.