Encontros sobre Performance

Não é novidade dizer que a SP Escola de Teatro compromete-se seriamente com a investigação e com o fomento da pesquisa e discussão em torno da performance, dedicando, inclusive, um de seus quatro módulos, o Azul, ao estudo da performatividade.

Neste ano, a performance esteve novamente em evidência na Instituição, com um evento bastante específico, pensado para aprofundar o conhecimento dessa forma de arte híbrida e fronteiriça: os "Encontros sobre performance", que em maio ofereceram ao público gratuitamente palestras, performance e mesas de discussão com diversos profissionais brasileiros de relevância na área, sob curadoria de Beth Lopes.

A proposta era promover diálogos entre artistas e estudiosos brasileiros, residentes em São Paulo e dedicados à prática da performance em seu amplo sentido. Com as discussões, reunidas por gatilhos temáticos, pretendia-se expandir o debate sobre as possibilidades artísticas e investigativas neste campo de linguagens híbridas, em que não se impõe limite para o exercício da arte. "Queremos criar um espaço de reflexão sobre a pluralidade das experiências performativas que exploram um modo de pensar, ver e fazer que emerge da cultura de nossa época", explicou Ivam Cabral, diretor executivo da Instituição.

A abertura foi realizada no dia 9 de abril, com uma palestra ministrada pela renomada Coco Fusco, artista cubana radicada nos EUA, que veio ao Brasil como convidada pelo Programa FAAP/ Fulbright Distinguished Chair in Visual Arts.

Depois, no dia 16 de abril, foi promovida a primeira das três mesas do projeto. O encontro teve como tema "O contexto da performance hoje" e contou com a participação de Lucio Agra, Stela Fischer e Gustavo Sol, que também apresentou sua performance.

No dia 14 de maio, a segunda mesa, com mediação de Juliana Moraes, convidou Matteo Bonfitto, Ana Goldenstein e Cassiano Quilici para um debate sobre "Desafios para um artista da performance". Na ocasião, também houve o lançamento do livro "Entre o ator e o performer – Alteridades - Presenças - Ambivalências", de Matteo Bonfitto (Ed. Perspectiva).

O último encontro da programação aconteceu no dia 4 de junho, com uma mesa de discussão que reuniu Marcus Bastos, Mário Ramiro e Otávio Donasci em torno do tema "Performance, imagem e novas tecnologias". A mediação foi feita por Rodolfo García Vázquez.

Coco Fusco e Beth Lopes

Ana Goldestein

Desafios para um artista da performance

Marcus Bastos

Mesa de Discussao Perfomance Imagens Novas Tecnologias

Performance de Gustavo Sol e Mesa de Discussão

Beth Lopes