Apoiando Projetos

Além de idealizar e colocar em prática uma série de ações, a SP Escola de Teatro apoiou e se tornou parceira, em 2014, de vários projetos que vão de encontro às ideias e missões da Instituição.

Em abril, por exemplo, houve o VII Festival Ibero-Americano de Teatro de São Paulo, o Festibero. Numa realização da Fundação Memorial da América Latina e com parceria da SP Escola de Teatro, o evento levou ao público uma programação extensa e totalmente gratuita. Foram 15 espetáculos teatrais de palco e de rua, vindos do Brasil, da Hispano-América e da Península Ibérica, além de oficinas e mesas redondas.

Outro grande festival que contou com parceria da Escola foi o tradicional Festival Estudantil de Teatro do Estado de São Paulo (Fetesp), que existe desde 1977. Marici Salomão, coordenadora de Dramaturgia, foi jurada, enquanto Suzana Aragão e Cadu Witter, que dão aulas na Escola, ministraram oficinas no evento.

A SP Escola de Teatro também apoiou o 1º Festival de Música da Praça Roosevelt, que promoveu, em setembro, o show de lançamento dos CD's de quatro bandas com trabalho novo e autoral: Fábrica de Animais, Paulo Meyer & The Thunderheads, Sinamantes e TioChê. O evento todo aconteceu no Espaço Parlapatões, a preços populares. A atriz, diretora e cantora Fernanda D'Umbra foi responsável pela produção executiva.

É impossível falar sobre esse assunto sem mencionar a Satyrianas. Neste ano, a Instituição novamente apoiou o evento, colaborando para que ele chegasse a maior edição, com exatas 602 atividades promovidas, numa média de quase 8 atrações por hora. Mais de 2 mil artistas apresentaram-se a um enorme público de 60 mil espectadores, durante as 78 horas ininterruptas de atividades.

Dentro da Satyrianas, destaca-se o I Congresso Brasileiro de Dramaturgia. Como parte do projeto de revitalização da Sociedade Brasileira de Autores Teatrais (SBAT), que completa 100 anos em 2017, o evento teve larga programação para discutir os caminhos da dramaturgia não apenas no teatro, mas também no cinema e na TV.

Neste ano, a Sede Roosevelt também se tornou palco de um encontro entre poetas e amantes de poesia: Roberta Estrela D'Alva e sua trupe, o Núcleo Bartolomeu de Depoimentos, promoveram uma edição do "ZAP! (Zona Autônoma da Palavra)", uma espécie de "poetry slam" (campeonato de poesia) do Brasil.

Outra gratificante parceria foi concretizada com a 12ª Semana de Ação Mundial (SAM 2014), que neste ano aconteceu em todo o Brasil, em setembro, com o tema "Direito à educação inclusiva – Por uma escola e um mundo para todos". A Semana é uma iniciativa da CGE (Campanha Global pela Educação), que desde 2003 é realizada simultaneamente em mais de 100 países. O objetivo é envolver a sociedade civil em ações de incidência política, de modo a exercer pressão sobre os governos para que cumpram os acordos internacionais da área, entre eles o Programa Educação para Todos (Unesco, 2000). No Brasil, a SAM é coordenada pela Campanha Nacional pelo Direito à Educação, em parceria com outros movimentos, organizações e redes.

Concretizando a parceria, a Escola recebeu em sua Sede Roosevelt o evento de pré-lançamento da SAM 2014, com debates, exibições de vídeos e outras atividades voltadas aos envolvidos nas ações, que cobram educação inclusiva de qualidade.

Cléo De Páris, coordenadora do Programa Kairós da Escola, viu com bons olhos a parceria: "A SP Escola de Teatro é uma instituição atenta aos problemas da educação e da acessibilidade. Nosso modelo pedagógico, nossas premissas, nossas formas de tratar as questões educacionais são sempre apoiadas em conceitos humanitários. Fazer parte dessa rede, entender os caminhos possíveis e os já trilhados para alcançar conquistas que nos são tão caras é muito importante para nós; espero que a parceria perdure e nos traga a oportunidade de contribuir para um mundo mais justo", afirmou.

Semana da Ação Mundial

Zap Poetry Slam