Satyrianas

 

Muitos fogos estourando e um banho de pétalas caindo de cima da Sede Roosevelt da SP Escola de Teatro abriram, oficialmente, a Satyrianas 2013 – Uma Saudação à Primavera.

No mês de novembro, no auge da estação, foi realizada a 14ª edição do evento que ocupa o centro da cidade, durante 78 horas ininterruptas, com muita arte e cultura, em uma intensa programação composta por espetáculos, música, cinema, fotografia, literatura e performance. Parte do Calendário Oficial do Estado de São Paulo desde 2009, a Satyrianas teve "Primavera expandida" como tema deste ano.

A relação entre a Satyrianas e a Escola é muito próxima: realização da Cia. de Teatro Os Satyros, o evento tem idealização e curadoria geral de Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez, respectivamente diretor executivo e coordenador do curso de Direção da SP Escola de Teatro. A coordenação geral é de Gustavo Ferreira, produtor cultural na Escola.

E mais: vários dos destaques da programação foram apresentados na Sede Roosevelt da Instituição. Por exemplo, o já tradicional DramaMix, com peças curtas inéditas de 40 autores, e o Ouvi Contar, que realiza leituras dramáticas de textos teatrais inéditos em domicílio.

O prédio também sediou o projeto Satyras da Dança, com apresentações de dança; performances; a Feira literária da Editora Perspectiva; e os espetáculos “Banana mecânica”, “Relógios de areia”, “Persistência da memória”, “Ecos de Muller”, “Frida Kahlo – calor e frio”, “Otto”, “Poeira cósmica”, “Histórias curtas sobre amores inacabados”, “Eu sei que vou te amar”, “O que terá acontecido a Nayara Glória”, “Sohnos”, “A ida ao teatro”, “Alá autorizara Maomé a casar-se com a filha de seis anos de seu amigo Abu Bakr”.

Os números finais do evento impressionam: nos quatro dias de programação, o público estimado total é de 50 mil pessoas. Foram, ao total, 277 atrações e mais de 500 apresentações, sendo algumas delas exibidas até fora do Brasil, com transmissões assistidas, através da internet, por grupos da França, Portugal, Uruguai e EUA.

“Esta foi, definitivamente, a maior edição da Satyrianas. É quase assustador perceber o tamanho e a dimensão que esse evento ganhou. Pela primeira vez, tivemos atividades em vários países, e, cada vez mais, abraçamos outras linguagens. Tudo isso só foi possível graças aos nossos incríveis parceiros, como a SP Escola de Teatro e o Parlapatões, que têm abrilhantado ainda mais nossas ações”, afirmou Ivam Cabral.

RETROSPECTIVA 2013
PRÊMIO ACESSIBILIDADE 2013
ENTRAR NO SITE