Querida Montemor-o-Novo

Querida Montemor-o-Novo,

Como estás? Espero que esteja tudo bem contigo.

Sim, eu sei, devia ter escrito esta carta logo no dia em que cheguei. E não, não me esqueci do 8 de Março. Para tua informação nesse dia estávamos a ter aula no Brás e eu levantei-me e fiquei de pé em cima da cadeira por tua causa. Eles estavam com depressa, mas eu não os deixei sair, não antes de declamar um poema do nosso amigo Manuel Justino. Como podes ver lembrei-me de ti, lembrei-me do teu dia, aliás eu nunca me esqueci de ti. Tu até podes não acreditar mas numa aula até cantei “Fui colher uma Romã”. Sim, tu e o teu querido Alentejo estão sempre presentes.

A viagem correu bem. A Lisboa foi muito simpática em ter-me deixado utilizar o aeroporto dela. Já a tua colega São Paulo é pouco diferente daquilo que eu imaginava. Tinhas dito que ela era grande, mas ela é gigante. Também tem algumas coisas menos boas, como por exemplo, é muito suja, gosta da poluição, da confusão, do tráfego e de andar no trânsito. Porém é muito rica, vai a muitos teatros, suporta várias equipas de futebol, gosta de comer todo o género de alimentos, desde a coxinha ao sushi, passando pelas mais variadas pizzas. Mas mesmo sendo rica tem menos estações de Metro que a nossa amiga Lisboa. Já parques e jardins tem bem mais que a Lisboa. Nesses ela anda de bicicleta, domina os patins, faz manobras no skate e ainda faz diversos desportos.

No fundo a São Paulo tem tudo para ser a melhor, mas depois é muito desorganizada, muito atabalhoada, às vezes parece que não regula bem. Cá para mim são as companhias. No outro dia ouvi dizer que andava acompanhada do Prefeito e do Governador. Ainda não os conheci, mas até agora só ouvi dizer mal deles. É como diz o velho ditado português: “Diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és!”

Enfim, se de facto eles forem má rês talvez o melhor seja falar com ela. O que achas?

Ah é verdade toma bem conta dos meus pais e dos meus irmãos e da restante família e dos meus amigos. Pronto, toma conta de todos os Montemorenses e já agora do Mozart e do Lomu.

Beijos e/ou Abraços, como preferires,

Bernardo Xavier

P.S.: Podes dar 2 recados à Lisboa, sff ? O primeiro é que tome bem conta dos meus avós, que ajude o Toninho com os estudos e que mande cumprimentos aos meus amigos da Faculdade, enfim que seja ela mesma, que seja a menina e moça que nós gostamos. Em segundo lugar peço que a avises que, em princípio, dia 1 de Julho vou precisar de utilizar o aeroporto dela novamente.

2

Category: Sem categoria
You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed.You can leave a response, or trackback from your own site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>