INFORMAÇÕES SOBRE A MATRÍCULA E
LISTA DE SUPLENTES
HOME
Atuação Cenografia e Figurino Direção Dramaturgia Humor Iluminação Sonoplastia Técnicas de Palco
 

DIREÇÃO

Adriana Lobo Martins

Tenho medo de: Não constituir uma família.
Não vivo sem: Arte.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Aprendizado.
Teatro é, para mim: Trabalho.
O que mais gosto em mim é: Responsabilidade.
Meu papel no mundo é: Deixar ele um pouco melhor do que quando aqui cheguei.
Minha maior ambição é: Independência financeira.
Como cheguei até aqui: Pesquisando na internet cursos de direção.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Livro preferido, faca, isqueiro, cobertor, papel e caneta, imaginação e lembranças.
"The Only Exception", Paramore, é a trilha sonora da minha vida.
Chico Xavier é alguém que admiro muito.
Se o mundo acabasse amanhã, eu espero que meu último pensamento seja: "não me arrependo de nada".
Brás, São Paulo, Brasil: Lojinhas de roupas, Anhembi Morumbi, SP Escola de Teatro, galpões, metrô.

André Renato Lavesso Mendes

Tenho medo de: Asfixia.
Não vivo sem: Motivação.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Tornar real os meus sonhos.
Teatro é, para mim: Meu trabalho.
O que mais gosto em mim é: Determinação.
Meu papel no mundo é: Tocar as pessoas.
Minha maior ambição é: Viver com dignidade do meu trabalho (teatro).
Como cheguei até aqui: Estou me formando no curso de Humor na SP, e acredito demais nessa Escola. Por isso, quero fazer o curso de Direção, para dar continuidade aos meus estudos.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Esperança, companhia, água, fogo, comida e bom humor.
Jessé cantando sinfonia para uma só voz é a trilha sonora da minha vida.
A vida é alguém que admiro muito.
Se o mundo acabasse amanhã, eu gritaria: FUDEU!
Brás, São Paulo, Brasil: Onde o mundo se encontra!

Carlos Henrique Sanmartin de Abreu

Tenho medo de: Ficar sozinho.
Não vivo sem: Meus DVDs.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Outro ângulo.
Teatro é, para mim: Sacerdócio.
O que mais gosto em mim é: Minha capacidade de se apaixonar por tudo.
Meu papel no mundo é: Perguntar.
Minha maior ambição é: Estar certo do meu papel no mundo.
Como cheguei até aqui: Passo a passo.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Um livro do Gogol, meu contrabaixo, algum chocolate e água.

“Look For The Silver Lining” é a trilha sonora da minha vida.

Peter Brook é alguém que admiro muito.
Se o mundo acabasse amanhã, eu respiraria fundo e viveria... Normalmente.
Brás, São Paulo, Brasil: Mundo, Brasil, São Paulo, Brás.

Cibelly Andrade Augusto

Tenho medo de: Não realizar meus sonhos.
Não vivo sem: Amor, sexo e chocolate.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Mais um degrau na minha caminhada.
Teatro é, para mim: Uma ideologia.
O que mais gosto em mim é: Olhar os dois lados da moeda... Sempre.
Meu papel no mundo é: Falar o que ninguém tem coragem.
Minha maior ambição é: Mostrar minha arte para o mundo.
Como cheguei até aqui: Com muita teimosia.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Água, faca, isqueiro e minha esposa Ana Maria.
Buena Vista Social Club é a trilha sonora da minha vida.
Maria Carolina Fernandes Pimenta é alguém que admiro muito.
Se o mundo acabasse amanhã, eu entenderia...
Brás, São Paulo, Brasil: SP Escola de Teatro.

Douglas da Silva Lima

Tenho medo de: Morrer cedo, de doença grave e de não ser feliz ou ser insatisfeito com o que fui e fiz.
Não vivo sem: Fazer, estar, pensar, estudar teatro.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: A possibilidade de estudar (pesquisar, aprender, conhecer e trocar) uma área técnica e artística que tanto admiro e quero para mim e para os outros.
Teatro é, para mim: Teatro é o "entre", é aquilo que acontece no exato momento, quando o ator, na sua totalidade, encontra o público e, juntos, se transformam.É poesia, arte, delírio, acontecimento, relação, comunhão, vida.
O que mais gosto em mim é: Do meu jeito, do meu pensar, dos princípios, simplicidade, gosto do que gosto, da complexidade de ser e estar. Dos olhos, dos cílios, da boca.
Meu papel no mundo é: Ser um cidadão ativo. Cuidar do mundo, com atitudes sustentáveis. Votar direito e consciente, lutar pelo direito das minorias, das pessoas, crianças, animais e matas. Ser artista, e poder discutir tudo isso através do teatro. E ajudar as pessoas através dele.
Minha maior ambição é: Ser um profissional de teatro reconhecido e ter um teatro (espaço físico).
Como cheguei até aqui: Estudando...
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Protetor solar, água, comida, celular (carregado e com área), barraca, kit de primeiros socorros e de ferramentas.
Ana Carolina é a trilha sonora da minha vida.
Plínio Marcos é alguém que admiro muito.
Se o mundo acabasse amanhã, eu morreria descontente, mesmo assim, sentaria e assistiria. Em silêncio.
Brás, São Paulo, Brasil: Onde eu quero estar morando e estudando no ano que vem, o início de uma vida profissional.

Karina Pereira Jacob da Silva

Tenho medo de: Barata e outros insetos.
Não vivo sem: Bons encontros.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Tecer vínculos que colaborem na sistematização de minha eterna aprendizagem.
Teatro é, para mim: Taquicardia, vertigem, a enigmática e deliciosa sensação de se avistar uma paisagem estranha.
O que mais gosto em mim é: Do meu silêncio.
Meu papel no mundo é: Só os encontros podem determiná-los, são vários.
Minha maior ambição é: Viver.
Como cheguei até aqui: Devagar e sempre.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Pessoas.
Minha vida contém uma multiplicidade de canções que fazem parte da minha trilha em progress. No momento, me lembrei de uma especial: “Eleanor Rigby”, The Beatles, é a trilha sonora da minha vida.
Manoel de Barros e Federico Fellini são pessoas que admiro muito.
Se o mundo acabasse amanhã, eu viveria o que o instante me apontasse de mais urgente.
Brás, São Paulo, Brasil: Xingu?

Leonardo Batista de Araujo

Tenho medo de: Boicote ao conhecimento.
Não vivo sem: Arte.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Conhecimento e experimentos e novos contatos.
Teatro é, para mim: Vivência e inspiração.
O que mais gosto em mim é: Sede de conhecimento e criatividade.
Meu papel no mundo é: Criar e compartilhar.
Minha maior ambição é: Criar e produzir sem limitações financeiras.
Como cheguei até aqui: Experimentos sobre experimentos, aprofundamento nas artes.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Uma faca e uma boa companhia.
O som do mar é a trilha sonora da minha vida.
Brecht é alguém que admiro muito.
Se o mundo acabasse amanhã, eu ficaria em paz comigo mesmo.
Brás, São Paulo, Brasil: Aberto a novas ideias.

Marcella Nagali Piccin

Tenho medo de: Morrer.
Não vivo sem: Doces.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Aprimorar meus conhecimentos.
Teatro é, para mim: Estudo, dedicação e sonho.
O que mais gosto em mim é: Espontaneidade.
Meu papel no mundo é: Educar.
Minha maior ambição é: Conseguir viver do teatro.
Como cheguei até aqui: Batalhando diariamente.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Um livro, um cobertor e uma garrafa de água.
“Muito Pouco” é a trilha sonora da minha vida.
Laura Cardoso é alguém que admiro muito.
Se o mundo acabasse amanhã, eu teria um filho hoje.
Brás, São Paulo, Brasil: Minha terra.

Miguel da Guia Rocha Silva

Tenho medo de: Morrer.
Não vivo sem: Paz no coração.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma oportunidade de aprimoramento.
Teatro é, para mim: É minha vida.
O que mais gosto em mim é: Comprometimento com o que me proponho a fazer.
Meu papel no mundo é: Tentar transformá-lo.
Minha maior ambição é: Meu desenvolvimento como diretor.
Como cheguei até aqui: Por força de vontade.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Resistência, coragem e muito amor.
Música clássica é a trilha sonora da minha vida.
Minha mãe é alguém que admiro muito.
Se o mundo acabasse amanhã, eu viveria intensamente cada minuto.
Brás, São Paulo, Brasil: Um lugar onde vou aprender e compartilhar conhecimento.

Nara Eliza Marques

Tenho medo de: Solidão.
Não vivo sem: Água.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Mais um passo, uma conquista, um novo ciclo.
Teatro é, para mim: Meu início, meu meio e meu fim.
O que mais gosto em mim é: Minhas nuances e contrastes, um chocolate meio amargo.
Meu papel no mundo é: Tentar fazer com que ao menos uma pessoa se reconheça em outros seres humanos.
Minha maior ambição é: Conseguir fazer o meu papel no mundo com o teatro.
Como cheguei até aqui: Por um caminho bagunçado mas não menos prazeroso, como é a vida, e nunca longe do teatro... é uma história comprida.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Água, café, livros e um rádio.
“Por Que Nós?”, Luiz Tatit, é a trilha sonora da minha vida.
Minha mãe (ô mulher porreta!) é alguém que admiro muito.
Se o mundo acabasse amanhã, eu chamaria minha mãe e minha irmã, poria uma coisa que agradasse a nós três no rádio ou na TV, faríamos café, pipoca, refrigerante e chocolate e curtiríamos esse amor pra guardar como a última lembrança pra eternidade.
Brás, São Paulo, Brasil: Loucura!

Paulo Araujo da Silva

Tenho medo de: Ser dependente de alguém.
Não vivo sem: Observar e questionar.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma oportunidade de ter uma formação e poder ajudar o grupo do qual faço parte.
Teatro é, para mim: Um fazer político, é a maneira que escolhi para pensar e intervir no mundo.
O que mais gosto em mim é: A minha persistência.
Meu papel no mundo é: Construir.
Minha maior ambição é: Colaborar para que um trabalho social seja bem sucedido.
Como cheguei até aqui: Na escola: pela internet; no mundo: pela natureza, nas conquistas: com trabalho.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Água e comida.
A música "O Nome Não Importa" é a trilha sonora da minha vida.
Geralda Cunha Araujo Silva é alguém que admiro muito.
Se o mundo acabasse amanhã, eu reuniria o máximo de pessoas queridas para festejar o hoje e comemorar o que vivemos.
Brás, São Paulo, Brasil: Bairro de oportunidades, cidade que amo, país que é minha casa.

Regiane Lopes Ferreira

Tenho medo de: Palhaço.
Não vivo sem: Estar vivo.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Viver o encontro.
Teatro é, para mim: Mostrar ao mundo minha loucura.
O que mais gosto em mim é: O que posso me tornar.
Meu papel no mundo é: Enlouquecer e ser enlouquecido.
Minha maior ambição é: Ser abduzida.
Como cheguei até aqui: Com um passo atrás do outro.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Cigarros, livros, canivete, máquina de escrever, folhas, disco voador.
“Blackbird”, The Beatles, é a trilha sonora da minha vida.
Franz Kafka é alguém que admiro muito.
Se o mundo acabasse amanhã... quem disse que não acabará?
Brás, São Paulo, Brasil: No final das contas, é tudo um amontoado de gente... Que diferença faz o nome que tem?

Renato Jabor Lima

Tenho medo de: Portas de vidro laminado.
Não vivo sem: Vinícius de Moraes.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Caminho para a realização.
Teatro é, para mim: A mentira que permite conhecer a verdade.
O que mais gosto em mim é: Liberdade.
Meu papel no mundo é: Contar histórias.
Minha maior ambição é: Ser um excelente contador de histórias.
Como cheguei até aqui: Por vários caminhos.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Dessalinizador.
“Soneto de Fidelidade” é a trilha sonora da minha vida.
Todos que me fazem sentir vivo são pessoas que admiro muito.
Se o mundo acabasse amanhã, eu encontraria uma forma de continuar vivo, e trazer comigo o máximo de pessoas.
Brás, São Paulo, Brasil: É a vida.

Robson Quirino Salvador

Tenho medo de: Ficar sozinho.
Não vivo sem: Amor.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma grande vontade!
Teatro é, para mim: Tudo!
O que mais gosto em mim é: O sorriso.
Meu papel no mundo é: Cativar.
Minha maior ambição é: Sucesso profissional.
Como cheguei até aqui: Com muito esforço.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Água, edredom, sombrinha, GPS e celular.
“Paciência”, Lenine, é a trilha sonora da minha vida.
Minha avó é alguém que admiro muito.
Se o mundo acabasse amanhã, eu choraria.
Brás, São Paulo, Brasil: Minha casa.

Rodrigo de Almeida Fernandes

Tenho medo de: Não ter saúde.
Não vivo sem: Arroz, feijão e ovo frito.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Um grande passo para concretizar ideias.
Teatro é, para mim: Coragem.
O que mais gosto em mim é: A paciência até a página 4.
Meu papel no mundo é: Talvez eu nunca saiba.
Minha maior ambição é: Realizar sem ter que pedir desculpa.
Como cheguei até aqui: Respondendo às outras questões.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Um super-canivete.
“Rent” é a trilha sonora da minha vida.
Minha avó é alguém que admiro muito.
Se o mundo acabasse amanhã, eu esperaria... vai que não acaba!
Brás, São Paulo, Brasil: Bairro onde mora o Ernesto.

Vinicius Albano de Sousa

Tenho medo de: Não realizar.
Não vivo sem: Viver.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Caminhos.
Teatro é, para mim: Necessidade.
O que mais gosto em mim é: Minha inquietude.
Meu papel no mundo é: Questioná-lo.
Minha maior ambição é: Ambicionar.
Como cheguei até aqui: Através da internet.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Comida.
The Rolling Stones é a trilha sonora da minha vida.
As pessoas da minha família são quem admiro muito.
Se o mundo acabasse amanhã, eu esperaria.
Brás, São Paulo, Brasil: Santo André.

Willian Ferreira dos Santos

Tenho medo de: Perder alguém especial.
Não vivo sem: Água e comida.
Estar na SP Escola de Teatro, para mim é: Uma nova fase da minha vida.
Teatro é, para mim: Meu bem-estar... meu complemento existencial.
O que mais gosto em mim é: A felicidade.
Meu papel no mundo é: Alegrar, ensinar e aprender com as pessoas.
Minha maior ambição é: Ter dinheiro sempre que precisar.
Como cheguei até aqui: Depois de alguns aprendizados sobre a vida e o meu trabalho (o teatro), quero buscar novos conhecimentos.
Itens básicos para um kit de sobrevivência em uma ilha deserta: Água (doce), fogo, ar, terra, comida um livro e meu amor.
Nenhuma música é a trilha sonora da minha vida.
Marcelo Médici é alguém que admiro muito.
Se o mundo acabasse amanhã, eu gostaria de assistir ao filme especial no cinema com o meu amor.
Brás, São Paulo, Brasil: No momento não, mas se passar, sim.

TOPO
VOLTAR
Desenvolvimento de Sites QubeDesign